Castração

Quem olha para uma cadelinha alegre e calma passeando pelo parque, todas as tardes, logo percebe que há uma liberdade e uma confiança especial dela com o dono. Diferente de alguns cãezinhos, a peludinha não se estranha com os colegas de quatro patas que encontra pelo caminho. Sua única preocupação é escolher qual árvore cheirar, enquanto o dono assiste despreocupado o comportamento dela pelo caminho.

É difícil imaginar essa mesma pequena peluda com esse comportamento calmo quando não havia sido ainda castrada. À época do cio, a cadelinha chorava pelos quatro cantos da casa e mal aguentava a irritação que sentia. Ninguém, exceto o dono, tinha coragem de se aproximar dela.

Sem coragem para levá-la para cruzar, o dono procurou um veterinário que indicou uma rápida cirurgia de castração. Depois de um procedimento tranquilo e bem sucedido, não há mais qualquer preocupação com a tensão que a peluda sentia. Agora, além de ser mais livre, aproveita muito melhor seus passeios, sem a preocupação e intervalos com a sempre temida época do cio.

Não há dúvidas, decida pelo amor

castração animal é uma decisão muito importante, não só de quem ama o peludo que tem por perto, mas de quem ama todos os animais que sofrem com inúmeras dificuldades ao serem abandonados.

Quem ama verdadeiramente seu animal, deve saber da importância de castrá-lo o quanto antes, pois o animal enquanto filhote terá uma recuperação muito mais rápida. Com os devidos cuidados preventivos, seu peludo terá uma vida mais longa pela frente.

castração animal previne diversas doenças, principalmente nas fêmeas. Com a castração feita antes do primeiro cio, a fêmea tem apenas 0,5% de chances de desenvolver tumor de mama ao longo da vida. O tumor de mama é a doença mais comum nas peludas. Além deste tipo de tumor, a castração diminui drasticamente a possibilidade de o animal contrair qualquer tipo de doença no sistema reprodutor.

Além destes benefícios, o site Tudo Sobre Cachorros cita algumas mudanças de comportamento após a castração:

– 94% dos casos de fuga foram resolvidos;
– 67% dos casos dos problemas com demarcação de território foram resolvidos;
– 63% dos casos de agressão a outros machos foram resolvidos.

No entanto, algumas pessoas ainda têm receio quanto à castração devido a algumas lendas, por isso, é importante saber que:

– Seu cão não terá problemas de saúde após a castração;
– O acasalamento é um ato instintivo, o cão não o faz por prazer, mas sim, por causa das substâncias hormonais produzidas quando estão no cio;
– A fêmea não terá problemas emocionais por não ter crias. Pelo contrário: evitar que sua cadela dê cria, reduzirá as chances de ela contrair depressão após os filhotes serem adotados;

Além dos benefícios e lendas citados, o ato de castrar seu animal está ligado diretamente com a vida saudável que desejamos a eles, já que evita uma série de problemas com animais abandonados.

É importante dizer também que a dosagem de anticoncepcionais é altamente prejudicial ao seu peludo, pois aumenta a predisposição do animal ao Piometra, uma doença de distúrbio uterino causado pela aplicação de progestorena, substância encontrada nestes medicamentos.

Um casal de cachorros = 12 animais ao ano, que é = a 80.399.780 animais em 10 anos – Quantos você irá adotar? 

Cada casal de animal que deixa de ser castrado tem a capacidade de reproduzir outros impressionantes 80.399.780 animais em apenas 10 anos! E se já não conseguimos cuidar dos abandonados atuais, quem dirá destes próximos milhares.

Lembre-se, a castração é um ato de amor muito importante pelos animais. Castrar seu animal poderá salvar a vida de muitos outros. Colabore com esta atitude, aposte na vida saudável de seus peludos.

Fonte: Naturalis